1

EM QUE CASOS É PRECISO REALIZAR A CIRURGIA DE CONSTRUÇÃO DE MAMA?

Você sabia que a reconstrução mamária é uma oportunidade de recomeçar e se sentir bem com o próprio corpo? As vantagens para a autoestima e a autoimagem são reconhecidas entre as mulheres que se submetem ao procedimento.

Indicada para ser realizada após a retirada da mama por tratamento contra o câncer, a reconstrução mamária é uma cirurgia plástica de caráter reparador. Para isso, existem dois tipos principais de reconstrução mamária, que podem ser feitos com:

Implante: consiste em colocar um implante de silicone debaixo da pele, simulando a forma natural da mama;

Retalho abdominal: é retirada pele e gordura da região abdominal para usar na região das mamas e reconstruir os seios. Em algumas situações, por exemplo, podem ser usados retalhos das pernas ou costas, se não existir o suficiente na barriga.

São várias as técnicas para a reconstrução como as citadas acima. Vários aspectos são considerados nessa escolha, entre eles, a presença de cicatrizes prévias, o tamanho das mamas, a quantidade de pele retirada, a quantidade de tecido adiposo no abdômen. A decisão sobre a mais apropriada é sua e do seu médico.

Além disso, depois de uma cirurgia de mama, quando recebe alta e vai para casa, alguns cuidados serão precisos para a higienização do local da operação. O seu médico orientará sobre como proceder e a rotina da limpeza.

Comments are closed.